Produtividade na Indústria pela Eco-inovação

Conceber e desenvolver processos produtivos que evitem o desperdício

Evitar o desperdício de matérias-primas e de energia proporcionando às empresas ganhos de produtividade e acrescida competitividade. É este o desafio que o projeto ecoprodutin - Produtividade na Indústria pela Eco-inovação vem colocar ao tecido industrial português.

Produtividade na Indústria pela Eco-inovação

Conceber e desenvolver processos produtivos que evitem o desperdício

Eco-inovar é ser capaz de conceber e desenvolver processos produtivos que evitem o desperdício de matérias-primas e de energia, proporcionando às empresas ganhos de produtividade e acrescida competitividade. É este o desafio que o projeto ecoprodutin - Produtividade na Indústria pela Eco-inovação vem colocar ao tecido industrial português.

EM DESTAQUE
Image

Empresa mexicana desenvolve inovadora tecnologia de reciclagem de plástico que não utiliza água

A empresa mexicana Ak Inovex desenvolveu uma inovadora tecnologia de reciclagem de plástico que não utiliza água e que pode ser usada para quase todos os tipos de plástico.

A empresa mexicana Ak Inovex desenvolveu uma inovadora tecnologia de reciclagem de plástico que não utiliza água e que pode ser usada para quase todos os tipos de plástico. Normalmente, as embalagens de plástico são recicladas em granulado de plástico através de um processo que se inicia com a lavagem do material, explica um comunicado da Agência Investigación y Desarrollo. “No entanto, como este tipo de plástico se distingue por ser higroscópico (quando entra em contacto com a água retém vapor de água ao nível molecular), é necessário desidratá-lo para que possa ser cristalizado; isto envolve o aquecimento do material a 180 °C e, depois, o seu arrefecimento com água”. A nova tecnologia passa diretamente à formação do granulado. Isto significa que não só não se desperdiça água, como o processo é mais rápido, porque se saltam algumas etapas, o que permite reduzir a metade os gastos de energia. Por outro lado, o espaço necessário à transformação do plástico em granulado é reduzido, permitindo uma redução a metade nos custos de produção para além de melhorar a qualidade do produto final “porque se eliminam algumas etapas de alterações grandes de temperatura”, é referido na ficha de participante do concurso “Cleantech Challenge – México 2014”, em que a Ak Inovex participou com a sua nova tecnologia. A nova tecnologia “pode processar até mais de 90 dos tipos de plástico”, incluindo esferovite, poliestireno e acrilonitrilo-butadieno-estireno (ABS, na sigla em inglês).

Pela rede as últimas noticias
entidades
  • Cesae - Centro de Serviços e Apoio às Empresas
  • Tricomércio - Equipamentos Industriais
Back to Top